« Cézanne em Paris, 1995 | Main | Declaração de interesses »

12/02/2007

Comments

Feed You can follow this conversation by subscribing to the comment feed for this post.

Rui Sanches

Alexandre,
o tal hiato de que falas entre "a necessidade social que o monumento certamente cumpre e a declarada rejeição que o discurso preponderante sobre a arte contemporânea, de tradição modernista formalista, estabelece quanto a esse tipo de propósito ou mesmo de possibilidades", existe mas penso que tem uma forma diferente. Não me parece que se possa caracterizar o "discurso preponderante" dessa maneira monolítica. E não é, com certeza, a facção modernista formalista que é, hoje, maioritária. Artistas que estão no top da mediatização e das vendas como D. Hirst, Jeff Koons, Maurizio Catellan ou R. Prince, são modernistas formalistas? A Rosalind Krauus escreveu os seus importantes ensaios sobre escultura no final dos anos 70. Depois disso muita coisa aconteceu. A situação é bem mais complexa.
O processo decisório que leva a que se coloquem aquelas aberrações na rua é que não é avaliado nem alterado. Continua a ser o mesmo que permitiu que se perdesse a oportunidade de sucesso da unica tentativa interessante de monumento em Portugal nos tempos recentes: o monumento ao 25 de Abril do João Cutileiro. Falhou o acompanhamento, a localização e o enquadramento.
A estatuária exige preparação académica, que já não existe, e mesmo que existisse, exige também anos de aprendizagem prática pós-escolar, que é hoje impossível. Tornou-se uma linguagem em extinção. As tentativas de a perpectuar são normalmente feitas por incompetentes opotunistas.
Há alguns exemplos interessantes de monumentos feitos no final do séc XX: o monumento aos mortos da guerra do Vietnam da Maia Lin e o monumento às vítimas do holocausto em Viena da Rachel Whiteread, são alguns exemplos.
Fazer hoje um monumento ao calceteiro não sei se corresponde, de facto, a uma necessidade social. Mas a ser feito, se calhar, deveria ser feito usando a técnica e arte do calceteiro em vez do mau exemplo de estatuária.
Abraços. Rui Sanches

Verify your Comment

Previewing your Comment

This is only a preview. Your comment has not yet been posted.

Working...
Your comment could not be posted. Error type:
Your comment has been saved. Comments are moderated and will not appear until approved by the author. Post another comment

The letters and numbers you entered did not match the image. Please try again.

As a final step before posting your comment, enter the letters and numbers you see in the image below. This prevents automated programs from posting comments.

Having trouble reading this image? View an alternate.

Working...

Post a comment

Comments are moderated, and will not appear until the author has approved them.

Your Information

(Name and email address are required. Email address will not be displayed with the comment.)

Categories

Twitter Updates

    follow me on Twitter