« Dois espólios doados ao Museu do Chiado | Main | Documentos e utopias - Barcelona/Lisboa »

03/08/2009

Comments

Feed You can follow this conversation by subscribing to the comment feed for this post.

Maria Margarida Chagas dos Santos Correia França

O meu pai, Vitor Chagas dos Santos, abandonou os salões fotográficos no fim dos anos 60 por maiores exigencias a nível profissional, que lhe deixavam menos tempo disponível. Todos os seus negativos estavam no Fotoclube 6x6 cujas instalações arderam e só nos restam algumas das suas fotografias das exposições. Nós, a familia, lamentamos muito que a sua obra não tenha sido mais divulgada, mas algumas tentativas de compilação, inclusive vindas da parte de membros da antiga CUF, esbarraram na escassez de material disponível. Lembro-me de o meu pai falar no interesse da Agfa em ter no seu museu algumas das suas fotografias, nomeadamente Furia, a mais famosa e premiada, mas desconheço se isso foi avante. O meu pai faleceu em 1991 aos 67 anos.
Margarida Chagas França

AP

Obrigado pelo contacto e as informações. Não sabia do - ou não me lembrava agora de ver mencionado o - incêndio no Fotoclube 6x6 - sabe em que data foi? Alguns espólios com provas de época que circularam nos Salões de Arte Fotográfica foram oferecidos ao Museu do Chiado, por via das diligências da Emília Tavares e dos projectos de exposição em Vila Franca de Xira (e Cuenca) ou em Lisboa no Museu. Não havendo negativos, podem sempre fazer-se cópias das (ou de algumas das) provas positivas na posse da família (no caso de não serem doadas essas provas originais e de exposição). De facto, valeria a pena conhecer melhor o trabalho do núcleo central do grupo da CUF (constituído por Vitor Chagas dos Santos e Eduardo Harrington Sena, e igualmente pelo Augusto Cabrita), também membros do Fotoclube.

The comments to this entry are closed.

Categories

Twitter Updates

    follow me on Twitter