« "Alma Africana" , restos africanistas | Main | Exotismo ( da "Alma Africana" ao África.Cont ) »

11/09/2009

Comments

Feed You can follow this conversation by subscribing to the comment feed for this post.

Nuno Nunes-Ferreira

Caro Alexandre,
confesso que tenho uma enorme admiração e fascínio estético pela arte tribal africana nomeadamente a dos objectos de fetiche e poder (Nkisi Nkondi, Mbumba Bwiti, Phungu, Byeri...). A meu ver estas 3 exposições foram de enorme qualidade quer pelas colecções apresentadas quer pela variedade das mesmas mas acima de tudo e principalmente pela oportunidade de poder ver estas peças numa exposição e não pelos exemplares que aparecem aqui e ali nos antiquários ou na feira de artesanato da Fil onde a qualidade e autenticidade deixa muito a desejar. Acho que devíamos aproveitar estas exposições para questionar o trabalho/existência do nosso Museu Etnográfico uma vez que a sua colecção se encontra guardada sendo apresentada temporariamente e não a tempo inteiro numa colecção permanente como acontece em todos os museus Etnográficos espalhados pelo mundo e esquecer um pouco o discurso politico com que você inicia o seu texto porque "interesses", "politiquices" e "animação" acho que não são as palavras certas, diga antes oportunidade, iniciativa e resposta a uma lacuna.

The comments to this entry are closed.

Categories

Twitter Updates

    follow me on Twitter